quinta-feira, 31 de março de 2011

Música Contemporânea na EMUFRN

Em seu primeiro Recital, o curso de Especialização da EMUFRN traz o recital de professores - Práticas Interpretativas dos Séc. XX e XXI.

Este recital promete ser uma experiência inesquecível, com a presença de grandes intérpretes da Escola de Música da UFRN mostrando seu talento.

No corpo docente participam os professores Amandy Bandeira, Clarinete; Camila Meirelles, Viola; Cleber Campos, Percussão; Durval Cesetti, Piano; Elke Riedel, Canto;  Ezequias Lira, Violão e como convidado, o professor César Traldi, Percussão. 


Veja abaixo um pouco mais sobre o programa apresentado e os professores.



40 sucessos, 4 acordes em 4 minutos!!!

Olá pessoal,
estou eu aqui para divulgar as curiosidades que aparecem na rede e que tem tudo a ver com música, é claro, e que nossos músicos não podem deixar de prestigiar.

"A banda humoristica 'The Axis of Awesome' apresenta uma montagem na qual usam 4 acordes, sao ao todo 40 musicas e sao 4 minutos. A banda surgiu em 2006. A música mais antiga é Waltzing Matilda, escrita em 1887 e gravada pela primeira vez em 1903. Inclusive é por isso que há uma grande risada na hora em que eles tocam essa música, já que essa apresentação aconteceu na Austrália e lá essa canção é considerada um hino não oficial do país."

Esse video bastante divertido mexeu comigo e garanto que atingirá muitos dos compositores que sonham em fazer sucesso na mídia com apenas 4 acordes. Quase que uma video aula. Drivitam se!

Orquestra Sinfonica da UFRN realiza audição para solistas



No próximo dia 6 de Abril, quarta-feira, será realizada audição para solistas da OSUFRN. Os candidatos devem estar vinculados à Escola de Música e apresentar um concerto de livre escolha com dois movimentos contrastantes com cadência. O formulário de inscrições está disponível neste link Após a inscrição, o candidato deve deixar uma cópia da peça escolhida na sala da coordenação de graduação.

A ordem de apresentação dos candidatos será divulgada no dia 5 de Abril.

O fim do caso OSB...

... E a permanência de um velho problema.

Esta repostagem é uma dica de um dos nossos seguidores no twitter: @
"Você acha difícil ser no Brasil? Então tenha certeza agora



Chegou ao fim o Caso Orquestra Sinfônica Brasileira – 44 dos 79 músicos do grupo já estão em processo de demissão após quase três meses de batalha em torno das avaliações impostas pela Fundação OSB. A orquestra, durante todo esse tempo, insistiu na legalidade das audições programadas para o início de março; e os músicos, por sua vez, defendiam a posição de que as provas são uma medida autoritária e ineficaz no processo de avaliação do trabalho da orquestra. Na justiça, a Fundação OSB conseguiu autorização para levar adiante as provas, consideradas legítimas – instituição privada, a orquestra teria direito de avaliar seus funcionários. Os músicos recorreram a instâncias como o Ministério do Trabalho, que enviou ao Rio, no começo desta semana, um representante que serviria de mediador nas negociações entre as duas partes. A Fundação, no entanto, não reconheceu a mediação do ministério e – com a decisão judicial embaixo do braço – demite agora por justa causa os artistas que se recusaram a obedecer a ordem de fazer as provas. Foi sugerido um Plano de Demissão Voluntária, mas os músicos optaram por não aceitá-lo.
***
Se o corporativismo às vezes resvala na teimosia, por outro lado as cartas de advertência e demissão enviadas antes da hora e a busca em audições por substitutos para vagas ainda não abertas também não sugerem a melhor das intenções. Depois da polêmica inicial em torno das provas, a fundação correu para dizer que o objetivo das avaliações jamais foi a demissão em massa. É, no entanto, justamente esse o desfecho da história. Há verdades e exageros para todos os lados. Em horas como essa, a lei parece ser um parâmetro isento ao qual recorrer: órgão privado, a OSB tem direito a demitir seus funcionários. Mas há muitas nuances das quais a lei, em alguns casos, não dá conta. A OSB, afinal, tem dinheiro público, que vem da prefeitura do Rio, à qual correu anos atrás, quando enfrentava o risco de ser fechada por falta de verbas. Além disso, a repercussão internacional, com músicos e especialistas de todo o mundo se pronunciando, é sinal de que não estamos falando apenas da relação empregador/empregado em uma empresa específica. A proliferação de crises, que se repetem ciclicamente em orquestras brasileiras, é suficiente para mostrar que há muito mais em jogo. A lição, se é que podemos chamá-la assim, é que perdemos a chance de mudar o paradigma – ou ao menos sugerir um novo caminho – na relação trabalhista dentro de orquestras. Ainda que uma ou outra exceção exista, o fato é que músicos e direção estão sempre em lados opostos, convivendo no limite do entendimento. Fazem música não em parceria, mas apesar do convívio. O caso OSB tem muito a nos dizer sobre a vida cultural brasileira e, mais especificamente, sobre a atividade sinfônica. É toda uma relação de trabalho – e um contexto institucional precário, prejudicial aos dois lados – que está em jogo. Saímos dessa história sem avançar um milímetro nessa questão.
Músicos estão sem emprego e, como classe, se fragilizaram mais – ainda que a coesão com que lidaram com a questão seja um exemplo raro de união em um meio marcado por individualismos de todos os tipos. Por sua vez, a OSB perdeu a chance de ter criado um sistema mais humano de substituições em seu quadro orquestral. Músicos experientes, que dedicaram uma vida toda à orquestra, poderiam ter recebido tratamento melhor no momento da aposentadoria; com menos truculência, o desejo concreto de desenvolvimento artístico talvez não tivesse parecido a tanta gente uma mera desculpa. Ainda que respaldada pela justiça, é bobagem achar que a Fundação OSB sai vitoriosa da questão. Todos – músicos, maestros, orquestras, público – saímos perdendo.
E é sob esse signo que nasce a nova OSB.

Fonte: http://blogs.estadao.com.br/joao-luiz-sampaio/o-fim-do-caso-osb-e-a-permanencia-de-um-velho-problema/

quarta-feira, 30 de março de 2011

terça-feira, 29 de março de 2011

Musical Beco da Alma





Nos dias 4, 5, 6, 7, 23 e 24 de Abril, no Teatro Alberto Maranhão às 20 horas, Estréia o Musical Beco da Alma

Criado por Danilo Guanais, o Musical é baseado no livro "Esquina do Mundo - A hora do cão lobo" da Atriz e Dramaturga Claudia Magalhães.  Este formato de apresentação é inédito em Natal, o elenco de nove cantores/atores foi escolhido a dedo dentre os noventa inscritos. A direção do musical é de João Marcelino.

Entrada franca – ingressos devem ser retirados com antecedência. Censura: 16 anos


Quer saber mais sobre o Musical?  confira uma matéria completa divulgada na Tribuna do Norte pelo Repórter Yuno Silva. Só clicar aqui.


Acesse o Blog do Musical Beco da Alma, através do link -http://musicalbecodaalma.blogspot.com/
Acesse o Blog da Atriz, Escritora e Dramaturga  Claudia Magalhães, Só Clicar aqui. 

Conheça um pouco sobre Danilo Guanais, Claudia Magalhães e João Marcelinlo abaixo:


Receba o Movimento Sonoro por Email

Acesse http://www.movimentosonoro.com/   E veja o conteúdo completo sobre Música com notícias, Humor, Curiosidades, Entretenimento e MUITO MAIS.


Deseja receber emails com nosso Boletim de Notícias, Vale a pena ver denovo e Agenda MS? ou conhece alguém que deseja?



É só enviar um email para - 

movimentosonoro@gmail.com

Movimento Sonoro



E solicitar o cadastro - E Pronto!!!
O Movimento Sonoro na comodidade de seu Email

12º Concurso Internacional Cidade do Fundão

A Academia de Música e Dança do Fundão, em Portugal, está realizando um Concurso Internacional para os seguintes instrumentos:

  • Guitarra;
  • Piano;
  • Violino.

Os interessados em participar do concurso podem ver as regras através deste link: http://www.amdf.pt/?section=download&sub=download&download_id=39

Para informações sobre as partituras em nível I, acesse: http://www.amdf.pt/?section=download&sub=download&download_id=40
E em nível II, clique em: http://www.amdf.pt/?section=download&sub=download&download_id=41

Para outras informações, visite o: http://www.amdf.pt/

A Academia

A Academia de Música e Dança do Fundão nasceu no seio da Santa Casa da Misericórdia do Fundão no ano de 1994 como um Projecto de sensibilização dos jovens para as artes, tendo já no início a adesão de 106 alunos.


Nos quinze anos de vida os alunos da Academia conseguiram mais de 100 prémios em Concursos Internacionais de Música realizados em Portugal, Espanha, França, Polónia e Rússia. Na diversidade destas acções procuramos enriquecer sempre os nossos alunos alargando os seus horizontes no campo das artes.



Fonte: Academia de Música e Dança do Fundão e Escola de Música da UFRN

Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão



Bolsistas 2011

De 28 de março a 06 de maio de 2011 estarão abertas as inscrições para o Processo Seletivo de Bolsistas do 42º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão “Dr. Luís Arrobas Martins”, que ocorrerá de 2 a 24 de julho de 2011.
Os cursos oferecidos abrangem todos os instrumentos da orquestra, além de piano, harpa, violão, canto, composição e técnica de gravação de música clássica.
Os candidatos selecionados receberão uma bolsa para participar do 42º Festival, contemplando transporte de ida e volta entre São Paulo e Campos do Jordão e traslados durante o Festival; café da manhã, almoço e jantar; hospedagem; aulas, master classes e palestras e ingressos gratuitos para toda a programação artística do Festival.

Idade máxima
Podem participar deste Processo Seletivo músicos brasileiros ou estrangeiros com até 30 anos (nascidos a partir de 1º de janeiro de 1981), para todos os cursos exceto composição e canto que têm limite de idade de 35 anos (nascidos a partir de 1º de janeiro de 1976).

Inscrições
As inscrições deverão ser feitas exclusivamente pelo site do Festival, na área de “Bolsistas”, a partir do dia 28 de março.
Este ano, a seleção será feita por meio de links de vídeos enviados pela internet, publicados no site Youtube (www.youtube.com). Assim, não serão realizadas audições presenciais com os candidatos. Confira o repertório no Edital do Processo Seletivo.

Vale a pena ler de novo


Estamos de volta em mais um Vale a pena ler de novo
Tenha o prazer de lembrar nossas postagens de sucesso e poder assim manter viva todas essa diversidade que é divulgada no Movimento Sonoro.
 
Evelyn Glennie, uma musicista impressionante, com uma sensibilidade extraordinária. [...] O fato de Evelyn não poder ouvir não influenciou em seu talento, e causou uma revolução nas instituições de ensino musical, ela se apresenta mais de 100 vezes ao ano com grandes maestros, orquestras e artistas e já se apresentou na TV e em filmes.
Uma cantora que é difícil não se impressionar com ela. Vocês podem até não gostar das músicas que ela canta, mas jamais poderão dizer que ela não tem uma voz impressionante devido à sua enorme extensão. Um cantor normal, pode trabalhar/possuir entre duas, três e se treinar muito, quatro oitavas. A mulher tinha cinco!!!



O filme dessa semana vem com ar psicodélico e com toda a magia que emana das música dos eternos "garotos de Liverpool". Já adivinharam de quem estou falando?
O Cine MS de hoje é dedicado a todos os fãs dos Beatles!


A DIVA E O MAESTRO - Que a ópera o faça rir! Sim, ópera. A soprano Nathalie Choquette faz uma versão engraçada de diversas árias de óperas famosas tomando a liberdade de criar em cima das obras de Verdi, Mozart e Puccini.
Incluindo uma especial com o nome de vossa adorada editora que vos escreve neste momento... Kalinka! Hehehe...

- Curso "O Passo" em Mossoró/RN

Como estou divulgando esse curso, acho justo voltar a destacá-lo por aqui.
O Passo é uma incrível ferramenta para construir o desenvolvimento musical. É um método de Educação Musical criado por Lucas Ciavatta em 1996 e, atualmente, utilizado no Brasil e no Exterior.
O curso será ministrado nos dias 19, 20 e 21 de maio na cidade de Mossoró-RN.


- Planos Musicais!


Muitos professores de música e/ou estagiários estão precisando de umas ideias para começar o ano bem. Portanto, essa edição do Planos Musicais é especialmente para vocês!
Como sempre, vim divulgar mais um site milagroso que salva nossas aulas nos momentos de bloqueio criativo, ou simplesmente quando queremos mais ideias, quando queremos inovar. O site a ser divulgado nessa edição é o da revista Nova Escola. Neste, existem vários planos de aula, para diversas disciplinas.
Vale a pena conferir!


Enfim, galera, é isso aí.
Espero que gostem dessas peculiaridades do Movimento Sonoro.
BOA LEITURA!

Crianças Perfeitas!

Olá galera,
como sempre buscando o que a de melhor na internet para nós apreciadores da música.

Assistindo esse video pensei... pensei... Conclui! Se você acha seus exercicios de técnicas cansativos ou chatos... Assista essas crianças para ter mais entusiasmo.
Sua vida mudará... Sua pele mudará... se sentirá mais jovem... É simples! Basta apreciar...




Se você assistiu, você está preparado para os exercicios. Bom Estudo!

segunda-feira, 28 de março de 2011

O Cantor Seu Jorge faz show no Teatro Riachuelo




















Data: 01/04/2011
Hora: 21:00h
Localidade: Teatro Riachuelo
av. Bernardo Vieira, 3775 Lagoa Nova. (3° Piso do shopping Midwal Mall) Natal, Rio Grande Do Norte 
 
Os ingressos são vendidos na Harabello Turismo, Av. Afonso Pena, em frente ao Banco do Brasil (3133- 4141) e na Sol Bijoux 3º. Piso Midway (3214-2377/3646-3444).

Preços:
Frontstage: R$ 100 (inteira) R$ 50 (meia)
Plateia Alta: R$ 130 (inteira) R$ 65 (meia)
Frisa: R$ 130 (inteira) R$ 65 (meia)
Camarote: R$ 130 (inteira) R$ 65 (meia)
Balcão Nobre: R$ 130 (inteira) R$ 65 (meia)
 
O Artista
 
Jorge Mário da Silva, mais conhecido como Seu Jorge que é primo do sambista Dudu Nobre. Ganhou o apelido do amigo Marcelo Yuka, baterista da Banda O Rappa. Carioca, flamenguista, devoto de São Jorge, filho de Oxossi e apadrinhado por Ogum, Seu Jorge é ator, cantor e compositor brasileiro de MPB, de samba e soul. Nesta única apresentação na cidade ele canta novos sucessos e canções como "Burguesinha" e "Carolina" já presentes em seu repertório. 
 
Mais informações: http://www.teatroriachuelo.com.br/
 
 
Fonte: Noite Bacana